Marca Vacinar
Sexta-feira, 25 de abril de 2014  
  PRINCIPAL
  A VACINAR
  - Empresa
  - Missão, Visão e Valores
  - Estrutura da Clínica
  - Funcionários
  SERVIÇOS PRESTADOS
  - A Vacinar Empresarial
  - A Vacinar Domiciliar
  - A Vacinar Escolar
  - A Vacinar Viajante
  SOBRE VACINAS
  CALENDÁRIOS
    - Vacinação do Prematuro
    - Vacinação da Criança
    - Vacinação do Adolescente
    - Vacinação da Mulher
    - Vacinação do Homem
    - A Vacina Combinada
    - Comentários
  CUIDADOS
    - Conservação das Vacinas
    - Contraindicações
    - Reações Adversas
  PERGUNTAS FRENQUENTES
    - Gripe
    - Hepatites virais
    - Doença pneumocócica
    - Varicela (Catapora)
    - Meningite
    - Coqueluche
    - Rotavirus
    - Rubéola
    - Febre Amarela
    - Dengue
  COMUNICAÇÃO
  - Notícias
  - Artigos
  - Links
  CENTRAL DE ATENDIMENTO
  - Fale Conosco
  - WEBMAIL
VACINAS - CUIDADOS - Contraindicações

Contraindicações e precauções são as condições nas quais as vacinas não devem ser administradas.

A maioria das precauções referem-se a situações temporárias, nas quais a vacinação deve apenas ser adiada.

Contraindicação é uma condição onde há verdadeiro risco de severo efeito adverso para o receptor e a vacina não deve ser administrada.

A única Contraindicação aplicável a qualquer vacina é a história de reação alérgica grave (anafilaxia) após dose prévia ou após contato com algum componente da vacina (a menos que o indivíduo tenha sido dessensibilizado).

Precaução é uma condição em que o indivíduo se encontra sob risco aumentado para a ocorrência de reação adversa ou que possa comprometer sua habilidade de desenvolvimento da imunidade adequada, naquele momento. Nesta situação considera-se então, o adiamento da administração da vacina. Entretanto a vacinação ainda pode ser indicada nestas situações, caso o benefício da vacinação se sobreponha aos riscos, sendo necessária cuidadosa avaliação médica. Muitas vezes são inapropriadamente consideradas certas circunstâncias como verdadeiras Contraindicações ou precauções, o que resulta em perda de oportunidade para vacinação, contribuindo para o atraso da vacinação e expondo o indivíduo ao risco de contrair doenças preveníveis pela vacina. Da mesma forma, pode-se menosprezar outras condições, aumentando o risco de reação adversa ou resposta imunológica inadequada.

 

PRECAUÇÕES GERAIS

Deve ser adiada a aplicação de qualquer tipo de vacina em pessoas com doenças agudas febris graves, sobretudo para que os sinais e sintomas, assim como eventuais complicações, não sejam atribuídos à vacina administrada.

Deve-se adiar a aplicação de vacinas de bactérias ou vírus atenuados (ou as constituídas por seus produtos ou componentes) em pessoas submetidas a tratamento com imunodepressores, por causa da possibilidade de resposta imune inadequada

 

FALSAS Contraindicações (não impedem a vacinação)

Resfriados
Diarréias
Doença aguda leve, com febre baixa
Exposição recente a uma doença infecciosa
Convalescença de enfermidade
Uso de antibióticos
Reação local imediata ou febre após dose anterior de vacina
Uso de corticóides (desde que em doses não imunossupressoras)
Asma
Convulsões ou doenças neurológicas (ou história na família)
História de morte súbita do lactente na família
Estar amamentando
Prematuridade
Ter contato com grávidas
Alergia à componentes das vacinas (exceto se há história de reação anafilática)
História familiar de evento adverso após imunização
História de alergias inespecíficas ou familiares com alergia

 

Contraindicações ESPECÍFICAS


Vacina oral contra a poliomielite - apenas as estabelecidas nas Contraindicações gerais para vacinas de vírus vivos atenuados. Na rotina, recomenda-se adiar a sua aplicação em presença de diarréia grave e/ou vômitos intensos.


Vacina contra tuberculose (BCG) - imunodeficiência congênita ou adquirida incluindo crianças infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (VIH) que apresentam sintomas da doença. Embora não constituam Contraindicações absolutas, recomenda-se adiar a vacinação com BCG em recém-nascidos com peso inferior a 2 quilos e com afecções dermatológicas extensas em atividade.


Vacinas anti-influenza, anti-sarampo, anti-caxumba (e suas combinações) e a anti-marílica: antecedente de reação anafilática após ingestão de ovo de galinha.


Vacina contra difteria, coqueluche e tétano (DTP) - é contra-indicada a crianças com doença neurológica em atividade e sem controle e a crianças que tenham apresentado, após a aplicação de dose anterior, algum dos seguintes eventos: convulsão nas primeiras 72 horas; encefalopatia nos primeiros sete dias; episódio hipotônico-hiporresponsivo nas primeiras 48 horas; reação anafilática que ocorre nos primeiros 30 minutos até duas horas pós-vacinação.

 

Vacinar faz bem!


Copyright © 2009
Fone: (092) 3584-3600 - Fone/Fax: (092) 3584-0302

Desenvolvido por Ugagogo.com.br